Brasil deve aumentar exportações de material bélico, avaliam participantes de audiência

Brasil deve aumentar exportações de material bélico, avaliam participantes de audiência

COMPARTILHAR

A situação da indústria bélica brasileira e a possibilidade do Brasil exportar equipamentos de segurança para a União Europeia e outros países foram temas de audiência pública da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) na segunda-feira (13). O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), que presidiu a reunião, defendeu a terceirização da frota da polícia mineira, prática que ele adotou quando governou Minas Gerais. O general José Eustáquio Nogueira Guimarães, diretor da Escola Superior de Guerra, afirmou que existem grandes possibilidades de venda dos aviões Super-Tucano e KC-390 da Embraer  para a União Europeia. O embaixador Nélson Tabajara de Oliveira concorda com análises de que o Brasil tem grandes chances de realizar exportações de material bélico para a União Europeia, bloco que está “reestruturando o seu cenário de defesa”. A audiência faz parte do ciclo de debates sobre o Brasil e a nova ordem internacional.  A reportagem é de Carlos Penna Brescianini, da Rádio Senado.

Fonte: Agencia Senado

COMPARTILHAR