Pecfaz Edson Ceretta lança livro “À sombra do 13”

Pecfaz Edson Ceretta lança livro “À sombra do 13”

COMPARTILHAR


O livro 
À sombra do 13”, de autoria do gaúcho Edson Ceretta, está previsto para lançamento no dia 13 de junho de 2019, no Espaço Cultural Casario, em Rondonópolis/MT. É um romance de ficção, que tem como cenário uma cidade imaginária do Rio Grande do Sul, chamada “Penumbrópolis”.

A história, que ocorre no século passado, narra a inquietante jornada de um contador, que acorda certo dia com o pé esquerdo, e inexplicavelmente tudo dá errado para ele naquela sombria sexta-feira.

Edson Ceretta nasceu em Palmitinho – RS. Tem 42 anos, e reside há 15 em Mato Grosso. É graduado em Direito. Foi funcionário da Caixa Econômica Federal, policial civil e atualmente é servidor da Receita Federal, lotado na ARF de Rondonópolis. Especialista em Ciências Penais, pela Universidade do Sul de Santa Catarina – UNISUL, e especialista em Educação Inclusiva – Formação Libras, pela Faculdade Educacional da Lapa/PR – Fael.

Iniciou a gestação do livro, em julho de 2012. Nessa época, a linha dorsal havia ficado pronta. Não mais que 40 linhas. A pretensão era lançar imediatamente, mas não foi possível e aproveitou para melhorar o conteúdo.

O livro tem a produção cultural do escritor Hermélio Silva, a revisão profissional da escritora Elaine Aliaga, e o artista plástico, Professor Sênio Alves, assina as gravuras e as iluminuras dos 13 capítulos. A tiragem inicial será de 1.000 unidades, no tamanho 16cm X 23cm, com 240 páginas.

Sinopse

“Um guarda-livros é surpreendido em sua rotina, em uma sexta-feira 13, ao ser atormentado por estranhos e inesperados acontecimentos, envolvendo números e datas, relacionados ao “13”. Nessa sinistra jornada, o personagem se vê rendido por embaraçosas forças do destino. Aterrorizado e sem saída, ele decide finalmente dar cabo em sua vida. Será mesmo o fim de Lúcius? Que mistérios ocultos o deixam em xeque diante do nebuloso e enigmático 13? E o que esperar de Penumbrópolis, a bucólica e sombria morada do contabilista?”

Imprensa/SINDFAZENDA

  1. com informações da Assessoria de Imprensa de Édson Caretta
COMPARTILHAR