Declaração de IR vai até dia 30 de abril

Declaração de IR vai até dia 30 de abril

COMPARTILHAR

Já foi aberto o prazo para o envio da declaração do Imposto de Renda-IR 2021,  no dia 1º de março, e vai até o próximo 30 de abril.

Primeiro, o contribuinte precisa saber se precisa ou não declarar:

Declaração obrigatória:

– Quem teve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;

– Quem teve rendimentos isentos e não tributáveis acima de R$ 40.000,00;

– Quem teve ganho de capital em alienação de bens e direitos ou investimentos em ações;

– Quem que na atividade rural teve receita bruta acima de R$ 142.798,50.

 

Documentos necessários:

– Informes de rendimento das fontes pagadoras; rendimento de alugueis;

– Benefício ou rendimento do INSS;

– Informes de rendimentos bancários;

– Extrato de previdência privada;

– Despesas do titular e dependentes (Educação, Saúde e etc) através de notas e recibos;

– Informes de rendimento dos planos de saúde (titular e dependentes);

– Compra ou venda de imóvel/veículo em 2020 (caso financiado, os comprovantes do financiamento);

– Declarar e comprovar se adquiriu cotas de consórcio em 2020;

– Resgate de fundo de garantia em 2020;

– Compra e venda de ações (notas de corretagem).

Você sabia que na declaração de Imposto de Renda, você pode realizar uma ação social?  O Pecfaz da Receita Federal de Concórdia- SC, Rodrigo Melzi, que faz parte do quadro do Sindfazenda,  comenta sobre essa possibilidade. “A entrega da declaração pode se tornar um verdadeiro exercício de cidadania, em que o próprio cidadão pode direcionar parte do imposto a ser pago diretamente para um fundo da criança e do adolescente ou para um fundo do idoso de seu município”, relata. “O contribuinte pode optar por doar até 3% do valor do imposto a ser pago para os fundos, isso é uma forma de garantir que parte do imposto chegue diretamente até sua comunidade”, destacou Rodrigo.

Para baixar o programa para fazer sua declaração no site clique no link abaixo:

Meu Imposto de Renda.

Importante saber que quem entregar mais rápido a declaração, poderá receber antes a sua restituição (caso tenha).

 

Imprensa/SINDFAZENDA

com informações: Receita Federal e 96Fm